domingo, março 26, 2006

O Lixo pode ajudar o Meio Ambiente

.
  • No entanto, há alguns tipos de lixo que podem servir para ajudar o meio ambiente.
  • Como?
  • Por vezes a acção do Homem (e da própria Natureza) destrói o meio ambiente e os ecossistemas perdem o seu equilíbrio.
    Para voltar a equilibrar os ecossistemas tanto a Natureza como o próprio Homem descobriram formas originais de utilizar o lixo!
  • Por exemplo, quando um navio naufraga, a Natureza cresce e estabelece-se à sua volta.Encontram-se muitas vezes famílias de peixes, crustáceos e outros habitantes marinhos a morar em "quartos" de um navio ou polvos escondidos nos seus buracos, enquanto os destroços se degradam.
  • Por vezes até nascem recifes de coral agarrados aos cascos dos navios, o que dá origem ao crescimento de um novo ecossistema!
  • A sul dos EUA, uma baía inteira, que já estava praticamente sem vida aquática devido à destruição do meio ambiente, foi recuperada quando se lançaram para o mar, de propósito, centenas de pneus presos uns aos outros (depois de se terem eliminado as fontes de poluição, claro).
  • Esses pneus formaram "habitações" e abrigos para animais aquáticos e, em pouco tempo, a vida voltou a esse local cheia de força!

Texto retirado de : http://www.junior.te.pt/servlets/Home

Mónica

6 Comments:

At 4:46 da tarde, Blogger Vasco Alface said...

Não estamos em 2007 como tu tens na data.

 
At 7:21 da tarde, Blogger A butterfly said...

Obrigado por avisares Vasco! É que o Blogger deve andar com algum problema... Mas não dizes-te : o que achas-te do texto?
Obrigado mais uma vez pela tua atenção!

Beijocas,
Mónica

 
At 7:50 da tarde, Blogger Vasco Alface said...

O texto está muito bom.
parabens

 
At 12:25 da tarde, Blogger 3za said...

Parabéns! Continuam a fazer um excelente trabalho! Beijinhos.

 
At 1:46 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Está muito giro!
Parabéns!




Beijinhos,
Ana Patrícia

 
At 10:54 da manhã, Blogger A butterfly said...

Obrigado Ana! Obrigado Professora 3za (Teresa)!

Beijocas para todos,
Mónica

 

Enviar um comentário

<< Home